Uma boa ou uma má liderança impacta na vida de muitas pessoas, principalmente quando se trata da área da saúde. Pensando em motivar seus líderes, o Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste (HURSO) promoveu uma palestra sobre como ser um bom líder.

Segundo Marco Aurélio Mesquita, psicólogo e coordenador operacional do Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), que ministrou a palestra, “quanto mais nós capacitamos nossos líderes, melhor é o resultado para a instituição”.

“Foi muito importante porque nós precisamos cada vez mais engajar nossa equipe com o mesmo propósito. E, assim, melhorar a comunicação entre os liderados e seus líderes”, comentou Rosemere Pena, Supervisora de Departamento Pessoal (DP) do HURSO.

A palestra abordou várias áreas da liderança. “Achei muito produtiva, às vezes a gente cai na rotina e acaba esquecendo de pequenos detalhes que nos fazem um bom líder. A palestra serviu para nos lembrar disso”, contou Fernanda Melo, Supervisora da UTI.

Importância de um bom líder

Uma boa liderança deve ter muitas características relacionadas à gestão e a empatia. Afinal, não adianta ser aficionado por resultados e esquecer-se do lado humano de uma empresa.

Liderança é a arte de comandar pessoas, atraindo seguidores e influenciando de forma positiva mentalidades e comportamentos. Marco Aurélio comentou sobre o que define um líder. “É aquele que sabe ter um bom relacionamento interpessoal, sabe trabalhar sua inteligência emocional de forma positiva e principalmente, é adaptável”, definiu.

É necessário saber exatamente o que e como fazer para que seus liderados o vejam como um líder verdadeiro, alguém que lhes dá abertura para participar e os faz trabalhar mais confiantes, que inspira a ser melhor. Por isso, saber desempenhar esse papel dentro de uma equipe é essencial para obter bons resultados.

“O líder dentro da Unidade Hospitalar é aquele que vai direcionar a equipe, fazendo com que o ‘time’ avance”, finalizou Marco Aurélio.

Saiba mais:

Ajustar fonte