O Hospital de Urgências da Região Sudoeste (HURSO) realizou o treinamento sobre Instrumentalização para Cirurgias por Meio de Vídeo. O curso ficou sob a responsabilidade da instrumentadora Michele Rodrigues Souza. Ela apresentou e explicou todas as etapas de instrumentalização desse tipo de cirurgia. Desde a paramentação, passando pela organização da mesa de instrumentos e os materiais que seriam usados na cirurgia; nenhum detalhe foi deixado de lado.

Para a instrumentadora Edna Benício Lucena, o treinamento veio para complementar seus conhecimentos sobre a instrumentalização para cirurgias por meio de vídeo. Outra aluna do curso Emily Lauanda Martins destacou a maneira clara e didática da professora. “Desde que cheguei ao Hospital, ela tem sido uma ótima companheira para nos ensinar”, afirmou.

Treinamentos constantes

A formação ocorreu no último dia 15. Na mesma data, o HURSO recebeu a equipe da Central Estadual de Transplantes do Estado de Goiás. Eles realizaram treinamento para Avaliação e Considerações do Processo de Doação de Órgãos e Tecidos. O foco foi preparar os profissionais de saúde – médicos, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos – para o acolhimento das famílias; a melhoria da comunicação em situações críticas e o aprimoramento dos dispositivos legais que contribuem para a doação de órgãos.

O treinamento é uma parceria da Central de Transplantes com a Comissão Intra-Hospitalar de Doação e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) que busca aprimorar o atendimento e esclarecimento sobre a doação de órgãos às famílias dos pacientes. O estado de Goiás registrou um aumento de 32,3% na taxa de doadores efetivos em 2017, se comparado com o ano anterior.

O encontro ocorreu dois dias depois da captação de vários órgãos de uma paciente no HURSO e que resultou em alinhamentos do processo de doação de órgãos, remetendo à melhoria contínua da equipe a fim de corroborar com mais resultados positivos.

Ajustar fonte

AVISO

Tendo em vista o encerramento do contrato, o Hospital Estadual de Pirenópolis não é mais gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar - IBGH.

As informações constantes neste site referem-se ao período em que a gestão da unidade de saúde estava sob responsabilidade do instituto e estão sendo mantidas em cumprimento às leis de transparência vigentes.