O feriado de Carnaval faz com que as instituições de saúde estejam em alerta. Pensando em conscientizar a população sobre os riscos à saúde que a folia de Carnaval pode proporcionar, o Hospital Estadual da Região Sudoeste (HURSO), no município de Santa Helena, realiza uma campanha de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), abuso de álcool e drogas.

Na véspera do feriado, dia 1º de março, uma equipe do Hospital se juntará a voluntários da cidade para distribuir material informativo e orientar sobre como aproveitar o feriado com segurança. A previsão é entregar 600 informativos fornecidos pela Secretaria da Saúde, contendo informações preventivas e informativas sobre sexo seguro, abuso de álcool e drogas.

A equipe se reunirá às 10 horas na Rua Custódio P. Vencio, no Setor Central, e se dividirá em grupos. Eles vão percorrer o centro da cidade abordando pedestres, motoristas e comerciantes. Até agora, nove voluntários se prontificaram a participar da iniciativa, mas o Hospital está aberto a novas adesões. Para cada voluntário, um colaborador do HURSO participará da ação.

Carnaval aumenta demanda de atendimentos

Segundo o presidente da Comissão de Humanização do HURSO, Denner Rodrigues, é possível ver o aumento de pacientes no Carnaval. “Em qualquer data festiva, o número de pessoas que se machucam por falta de atenção, abuso de bebidas, uso de drogas e acidentes de trânsito é mais alto que em dias comuns”, diz. “Além do mais”, complementa, “é sempre bom relembrar a população do uso de preservativos em qualquer relação sexual. A importância desta ação é orientar a comunidade a curtir o feriado com responsabilidade”.

O diretor técnico do Hospital, Dr. Plinio Torres Netto, também alerta para que os foliões não se esqueçam de colocar a saúde em primeiro lugar. “Festa sempre deve ser com segurança. A quem for se divertir, previna-se, use preservativos e evite as doenças sexualmente transmissíveis. Seja esperto e fique longe deste risco”, aconselha.

O “Carnaval 2019 sem DST” é uma campanha do HURSO para que a festa não termine em tristeza.

Ajustar fonte

AVISO

Tendo em vista o encerramento do contrato, o Hospital Estadual de Pirenópolis não é mais gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar - IBGH.

As informações constantes neste site referem-se ao período em que a gestão da unidade de saúde estava sob responsabilidade do instituto e estão sendo mantidas em cumprimento às leis de transparência vigentes.