Servidores de todas as áreas do HURSO assistiram à palestra da Dra. Giselle Juliana de Jesus sobre os riscos, exposições e a prevenção do HIV no ambiente hospitalar. O evento serviu de oportunidade para que todos tirassem suas dúvidas.

A professora esclareceu que o vírus HIV, ao entrar no organismo humano, ataca o sistema imunológico, que é o responsável por defender o corpo de outras doenças. Segundo ela, ainda hoje, muitas pessoas sentem vergonha de falar sobre relações sexuais. Isso facilita os altos dados de transmissão desse agente biológico. “O uso da camisinha ainda é o meio mais eficaz de prevenção”, alertou.

“Homens e mulheres de todas as idades e classes sociais estão sujeitos e expostos ao vírus do HIV”, alertou. A todo momento, Giselle deu dicas de como os servidores do Hospital, cumprindo suas funções de trabalho, podem se prevenir. Ter o máximo cuidado ao manejar agulhas ou outros materiais que tenham tido contato com o sangue do paciente e utilizar todos os materiais de proteção individuais, são alguns exemplos.

Essa foi uma iniciativa do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) do HURSO.

Sobre a palestrante

Giselle Juliana de Jesus é Mestra em Ciências, pelo Programa de Pós-Graduação Enfermagem Fundamental, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP); Especialista em Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) Adulto e Idoso (2015), pelo Programa de Residência Multiprofissional da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); e em Enfermagem do Trabalho, pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP); além de Bacharel em Enfermagem (2012) pela FAMERP.

Atualmente ela é a coordenadora do Programa Municipal de DST/AIDS e Hepatites Virais de Sertãozinho, SP; membro e pesquisadora junto a Rede de Pesquisa em Enfermagem de Doenças Sexualmente Transmissíveis e AIDS (RENAIDST) da Universidade de São Paulo (USP); e ao Núcleo de Estudos sobre Morbidade Referida, Gestão e Educação em Saúde (NEMOREGES) da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP).

 

Ajustar fonte

AVISO

Tendo em vista o encerramento do contrato, o Hospital Estadual de Pirenópolis não é mais gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar - IBGH.

As informações constantes neste site referem-se ao período em que a gestão da unidade de saúde estava sob responsabilidade do instituto e estão sendo mantidas em cumprimento às leis de transparência vigentes.