Supervisores de diversas áreas do Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste (HURSO) estão participando do Projeto de Desenvolvimento Gerencial Integrado da Linha de Atenção às Urgências no Ambiente Intra-Hospitalar, desenvolvido pelo Hospital do Coração (HCor). O Projeto faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (SUS), do Ministério da Saúde.

Durante o projeto, que tem duração de nove meses, serão realizadas oficinas com atividades práticas relacionadas a análise situacional e plano de desenvolvimento para cada Unidade Hospitalar. Heleno Vitor, gerente administrativo do HURSO, já participou de três encontros do curso e garante que essa troca de experiência entre as unidades de saúde e os palestrantes tem aberto a visão sobre o diagnóstico situacional do HURSO. “Novos planos de ação têm sido desenvolvidos com o intuito de melhorar a gestão do nosso Hospital. De modo indireto, a população acabará recebendo as intervenções deste projeto”, explicou.

Nos encontros já foram abordados assuntos como o monitoramento e controle de superlotação, educação permanente em saúde, planejamento estratégico e ferramentas da qualidade e indicadores na assistência hospitalar. A última reunião ocorreu dia 15 desse mês e serão ministradas oficinas até dezembro desse ano, em que será apresentado por cada unidade participante um seminário abordando soluções para os diagnósticos realizados.

O projeto

Desenvolvido pelo Hospital do Coração (HCor) e com extensão nacional, o projeto faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI- US), do Ministério da Saúde, e tem como objetivo apoiar e acompanhar a implementação de intervenções voltadas para gestão da assistência no ambiente intra-hospitalar da Rede de Atenção às Urgências.

O curso aborda a gestão clínica, qualificação assistencial, segurança do paciente, profissionalização gerencial e assistencial, planejamento estratégico situacional, comprometimento com resultados assistenciais e suficiência de leitos efetivos. Os próximos encontros serão em fevereiro, março, junho, setembro e dezembro e tem como público alvo diretores, coordenadores e gerentes das unidades.

Ajustar fonte

AVISO

Tendo em vista o encerramento do contrato, o Hospital Estadual de Pirenópolis não é mais gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar - IBGH.

As informações constantes neste site referem-se ao período em que a gestão da unidade de saúde estava sob responsabilidade do instituto e estão sendo mantidas em cumprimento às leis de transparência vigentes.