Em efetivo funcionamento desde 2 de julho de 2011, o Hospital de Urgências da Região Sudoeste Dr. Albanir Faleiros Machado (HURSO) completa sete anos como uma Unidade modelo para todo o estado de Goiás.

De 2010 a 2017, o HURSO realizou 989.529 atendimentos. A Unidade passou para a responsabilidade do Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH) em 12 de dezembro de 2017 e, com a nova gestão, o principal objetivo da Secretaria de Saúde foi cumprido. Os serviços permaneceram em funcionamento com qualidade e sem prejuízos à população de Santa Helena.

98% de aprovação

Para Ednalva Santos Martins, paciente do Hospital internada por 40 dias por fratura exposta, o HURSO é o único hospital que tem o suporte para socorrer emergências como a dela na região. “A gente tem tudo aqui, só saímos quando o médico achar que estamos bem para ir embora”, elogia.

A Unidade atende 28 municípios da Região Sudoeste de Goiás e oferece as especialidades médicas: cirurgia geral; ortopedia e traumatologia; cirurgia vascular; neurocirurgia; cirurgia torácica e cirurgia bucomaxilofacial.

No total, a abrangência de atendimento do HURSO alcança a mais de 600 mil pessoas, com uma equipe multifuncional em enfermagem; serviço social; psicologia; fisioterapia; fonoaudiologia; terapia ocupacional; farmácia; e nutrição.

O médico Dr. José Mauro Rodrigues faz parte da equipe desde a inauguração e comenta a importância do Hospital para a população da região Sudoeste. “Já salvamos inúmeras vidas oferecendo um atendimento rápido, sem que os pacientes tenham que se deslocar para Goiânia”, ressalva.

Além disso, em pesquisa de Serviço de Avaliações dos Usuários (SAU), realizada em dezembro, os pacientes avaliaram o nível do atendimento que lhes foi oferecido e o índice de aprovação do HURSO foi de 98%.

Humanização

A técnica de Enfermagem Maria Lúcia também faz parte da equipe do Hospital desde o princípio. Ela se orgulha do trabalho e recorda casos em que ajudou pacientes além dos procedimentos hospitalares, além de se emocionar com todos os elogios que recebeu. “Teve um paciente que eu nunca vou esquecer. Ele pensou que o modo como tratamos os pacientes era diferente. O tratamento foi muito bom e ele voltou para me agradecer por ter ajudado a melhorar o dia dele”, relembra.

O HURSO é conhecido pela sua Comissão de Humanização que realiza eventos constantes para aliviar as tensões do tratamento. Para o Hospital, é muito importante fazer com que os pacientes internados se sintam mais acolhidos. Páscoa, Dia da Mulher e Natal são sempre marcados por brincadeiras com os pacientes infantis, troca de conhecimentos entre especialistas e internados, exames gratuitos e muito mais.

O evento “Saúde no Pátio”, realizado em ocasião do Dia Mundial da Saúde, no mês de abril, também foi responsável por atendimento e realização de exames gratuitos para mais de 100 pessoas. De todo o público atendido, seis pessoas apresentaram alterações nos níveis de glicemia e pressão e foram atendidas, imediatamente, pelo médico plantonista.

Procedimentos complexos

O HURSO participa do sistema nacional de transplantes notificando a CNCDO (Central Estadual de Notificação de Capitação e Distribuição de Órgãos de Goiás). O procedimento ocorreu em março, quando foram captados fígado, rins e córneas de uma paciente. Ao todo, onze profissionais estiveram envolvidos, entre médicos e enfermeiros. A operação durou quatro horas.

Em fevereiro, o HURSO também realizou a captação de rins e córneas em uma operação que durou três horas. O estado de Goiás registrou um aumento de 32,3% na taxa de doadores efetivos em 2017, se comparado com o ano anterior. Para o HURSO, é recompensador ser protagonista para o alcance desses dados.

Ampliação e melhorias

Em apenas sete meses de gestão, o IBGH realizou a estruturação da sala de pequenos procedimentos do Pronto Socorro, adequando o fluxo de pacientes, otimizando a rotina do Centro Cirúrgico e seu agendamento. Agora, procedimentos de retorno são realizados de imediato na área.

Em busca de disseminar conhecimento para o desenvolvimento técnico do corpo assistencial da Unidade, com foco nas boas práticas e em segurança do paciente, também foi feita a implantação do Núcleo de Ensino e Pesquisa. E ainda, a ampliação de serviços para os procedimentos de alta complexidade em traumatologia e ortopedia.

O principal objetivo do HURSO é oferecer segurança e um bom atendimento à população de Santa Helena e região. Maria Gorete de Araújo, acompanhante, elogia o atendimento que ela e o marido receberam. “Fomos atendido na hora e muito bem tratados. Tanto as enfermeiras quanto os médicos nos atenderam muito bem e eu não tenho do que reclamar. Aqui está uma benção de Deus”, define.

São por elogios como esse que o HURSO trabalha há sete anos. E são pelos pacientes que o Hospital vai continuar melhorando e buscando oferecer o melhor atendimento, cada vez mais humanizado.

Ajustar fonte

AVISO

Tendo em vista o encerramento do contrato, o Hospital Estadual de Pirenópolis não é mais gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar - IBGH.

As informações constantes neste site referem-se ao período em que a gestão da unidade de saúde estava sob responsabilidade do instituto e estão sendo mantidas em cumprimento às leis de transparência vigentes.