“O Hospital de Urgências da Região Sudoeste (HURSO) é uma Unidade pública de saúde e, portanto, todos os serviços são gratuitos e garantidos pelo Sistema Único de Saúde, o SUS. Isso significa que absolutamente ninguém pode solicitar dinheiro em troca do atendimento oferecido no local”, alerta o supervisor de Atendimento do HURSO, Heleno Vitor.

Recentemente, o Hospital tomou conhecimento de casos de golpistas tentando extorquir dinheiro de familiares de usuários internados na Unidade. Uma das vítimas foi o senhor Alvin Rodrigues da Silva. Ele acompanhava o irmão no período em que ele esteve internado no Hospital. Alvin recebeu uma ligação de alguém solicitando o depósito em uma conta bancária, no valor de R$ 1.200,00, para cobrir custos do familiar hospitalizado.

Para o azar de quem estava tentando aplicar um golpe, o aposentado estava no HURSO aguardando o horário de visita e imediatamente procurou ajuda. Foi assim que foi informado de ele seria vítima de um crime.

Orientações

A principal recomendação dada ao senhor Alvin e que deve ficar clara a todos, é que jamais será cobrada taxa ou mensalidade alguma da família que tiver um paciente em tratamento na Unidade. “Todo o atendimento, em todo o período de permanência do usuário é completamente gratuito”, afirmou ele.

Heleno ainda lembrou que casos assim são comuns e que criminosos aproveitam da situação para tentarem extorquir as pessoas. A orientação é não informar dados pessoais e nunca agir conforme estão pedindo.

Caso haja alguma dúvida quanto à ligação ou qualquer outra forma de contato em nome do HURSO; o familiar deve confirmar se de fato o Hospital foi o responsável pela ligação. O telefone do Hospital de Urgências é o (64) 3614-9700. A equipe está sempre à disposição para esclarecer os questionamentos dos usuários.

Ajustar fonte

AVISO

Tendo em vista o encerramento do contrato, o Hospital Estadual de Pirenópolis não é mais gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar - IBGH.

As informações constantes neste site referem-se ao período em que a gestão da unidade de saúde estava sob responsabilidade do instituto e estão sendo mantidas em cumprimento às leis de transparência vigentes.