O objetivo do movimento Maio Amarelo é chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A Comissão de Humanização do Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste (HURSO) promoveu ação com os motoristas que deixavam ou chegavam ao estacionamento da Unidade. Os colaboradores entregaram folhetos com dicas de segurança no trânsito no dia 29 de maio.

“É muito importante alertar as pessoas a respeito dos perigos no trânsito. Nós, que trabalhamos no Hospital, sabemos as consequências de uma má conduta”, comentou Querly Mendonça, porteiro do HURSO.

Com frequência, a equipe faz alertas aos colaboradores e usuários do HURSO sobre assuntos importantes. “A gente precisa fazer nossa parte, informação nunca é demais”, afirmou Denner Rodrigues, presidente da Comissão de Humanização.

Importância de conscientizar

O HURSO abraça essa causa e alerta a população sobre a importância de uma direção segura. A Unidade, localizada em Santa Helena de Goiás, realizou 316 internações no mês de março. Deste total, cerca de 10% foram por acidentes de trânsito. A média de internação é de 8 dias por se tratarem de casos sérios onde há, na maioria das vezes, traumas.

“Eu sofri um acidente por falta de atenção. Estou com a clavícula quebrada e tive que passar por cirurgia. Toda atenção e cuidado é pouco quando se trata de trânsito. Eu não tive sequelas, mas outra pessoa pode ter. Então, é importante falar sobre direção segura”, contou João Paulo Freitas, paciente.

Dados em Goiás

Em Goiás, as mortes por acidente de trânsito caíram 8,36% entre os meses de janeiro a abril de 2018, em relação ao mesmo período de 2017. Foram 303 vítimas em 2018, contra 335 em 2017. Apesar das melhorias, os dados indicam que a violência no trânsito ainda é grande e que a consciência na direção precisa evoluir. Por isso, a conscientização é tão importante. Quanto mais falarmos à respeito, mais as pessoas colocarão em prática o que aprenderam.

“Como o HURSO é um Hospital de urgência e emergência, recebemos muitos pacientes vítimas de acidentes de trânsito, maioria de carro e moto. O Maio Amarelo é uma campanha internacional da conscientização para redução de acidente de trânsito; por isso, fizemos essa ação”, finalizou Denner.

O Movimento Maio Amarelo nasceu para chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Para que essa conscientização seja ainda mais abrangente, a comissão de humanização do Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste (HURSO) promoveu no dia 29 de maio, uma ação, onde todos os motoristas dos carros que entravam ou saiam da unidade recebiam um folheto com dicas de segurança no trânsito.

“É muito importante estar alertando as pessoas à respeito dos perigos no trânsito, principalmente porque nós que trabalhamos no hospital, sabemos as consequências de uma má conduta”, comentou Querly Mendonça, porteiro.

Sempre que podem, o pessoal da humanização está alertando os colaboradores e usuários do HURSO sobre assuntos importantes. “A gente precisa fazer nossa parte, informação nunca é demais”, afirmou Denner Rodrigues, presidente da comissão de humanização.

Foram distribuídos folders com dicas de direção defensiva e segurança no trânsito, além de estarem conscientizando verbalmente a importância da atenção na hora de dirigir.

Importância de conscientizar

O HURSO abraça essa causa e alerta a população sobre a importância de uma direção segura. A Unidade, localizada em Santa Helena de Goiás, realizou 316 internações no mês de março. Deste total, cerca de 10% foram por acidentes de trânsito. A média de internação é de 8 dias por se tratarem de casos sérios onde há, na maioria das vezes, traumas.

“Eu sofri um acidente por falta de atenção, estou com a clavícula quebrada e tive que passar por cirurgia. Toda atenção e cuidado é pouco quando se trata de transito, eu não tive sequelas, mas outra pessoa pode ter, então é importante falar sobre direção segura”, contou João Paulo Freitas, paciente.

Em Goiás, as mortes por acidente de trânsito caíram 8,36% entre os meses de janeiro a abril de 2018, em relação ao mesmo período de 2017. Foram 303 vítimas em 2018, contra 335 em 2017. Apesar das melhorias, os dados indicam que a violência no trânsito ainda é grande e que a consciência na direção precisa evoluir. Por isso a conscientização é tão importante. Quanto mais falarmos à respeito, mais as pessoas colocarão em prática o que aprenderam.

“Como o HURSO é um hospital de urgência e emergência, recebemos muitos pacientes vítimas de acidentes de trânsito, maioria de carro e moto, e como o maio amarelo é uma campanha internacional da conscientização para redução de acidente de transito, fizemos essa ação”, finalizou Denner.

Ajustar fonte