No dia 2 de julho de 2011 era inaugurado o maior Hospital de urgências e emergências da Região Sudoeste, o HURSO, localizado na cidade de Santa Helena de Goiás. Para comemorar essa data tão especial, os funcionários da Unidade se reuniram para um almoço que foi preparado com todo carinho. Logo após, assistiram a uma apresentação de música com a dupla Luana e Luara. “É a segunda vez que a gente está aqui participando e é uma honra estar aqui, principalmente porque é um Hospital de grande referência”, frisou Luara.

Durante o almoço, a direção da unidade se prenunciou, em agradecimento aos funcionários. “A palavra é ‘obrigado’. Eu agradeço a cada um de vocês por estarem aqui, dia após dia, se dedicando e servindo ao próximo. Ser servido é muito bom, mas servir outras pessoas, é melhor ainda. Sou grato à Deus por vocês”, destacou Heleno Vitor Martins, gerente administrativo.

Os funcionários também se juntaram para cantar os parabéns para o Hospital e comer bolo. “Foi muito bom participar de mais um aniversário do HURSO. Estou aqui há muito tempo e fiz excelentes amigos”, contou Ana Claudia Alves, auxiliar de serviços gerais. Ela ainda comentou como o Hospital foi importante na geração de empregos para centenas de pessoas na região. “Graças a esse emprego, pude realizar vários sonhos que tinha”, comemorou.

Sobre o HURSO

O Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste (HURSO) é uma unidade especializada em média complexidade em urgência e emergência, presta atendimento à população de cerca de 27 municípios da Região Sudoeste de Goiás. Nele são realizadas diversas cirurgias e exames. O Hospital também desenvolve vários projetos de conscientização sobre saúde com a comunidade local.

A Unidade conta com 69 leitos de internações clínicas e cirúrgicas; 20 leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), divididos entre adulta e pediátrica e 22 leitos de “retaguarda” – observação, recuperação anestésica, sala vermelha e amarela.

Durante os 8 anos de funcionamento, o HURSO realizou mais de 3 milhões de atendimentos, entre cirurgias; exames; atendimento ambulatorial e atos não médicos (nutrição clínica; psicologia; farmácia clínica; terapia ocupacional fonoaudiologia; fisioterapia; serviço social).

Ajustar fonte