A esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico que leva a pessoa a sofrer distorções do pensamento e da realidade, alucinações ou estados de afeto inadequados. Em momentos de crise, a pessoa pode chegar ao que os especialistas chamam de embotamento afetivo. Isso ocorre quando a pessoa perde todas as suas reações emocionais.

Para se caracterizar como esquizofrenia, esses sintomas devem persistir por um certo período, ao ponto de causar dificuldade na realização de tarefas diárias como o trabalho, os cuidados pessoais e as relações com outras pessoas. A esquizofrenia pode estar associada a outros transtornos psiquiátricos, entre eles, o abuso de substâncias como álcool, cigarro e drogas.

Evolução do transtorno e tratamento

A evolução varia bastante e está ligada às gravidades da doença e ao tratamento recebido. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico e iniciado o tratamento melhor para o paciente.

Atualmente, a principal alternativa de tratamento são os medicamentos chamados de antipsicóticos. É importante que a pessoa procure um médico e tome a medicação o resto da vida para evitar crises.

Ajustar fonte

AVISO

Tendo em vista o encerramento do contrato, o Hospital Estadual de Pirenópolis não é mais gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar - IBGH.

As informações constantes neste site referem-se ao período em que a gestão da unidade de saúde estava sob responsabilidade do instituto e estão sendo mantidas em cumprimento às leis de transparência vigentes.