Em comemoração ao Dia Internacional do Idoso, a Comissão de Humanização do Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste (HURSO), em Santa Helena, promoveu um lanche especial para os idosos do Abrigo Espírita Maria Madalena.

“Foi muito importante a visita que fizeram, aqui é um lugar solitário e as vezes até triste. Nós não podemos dar toda a atenção que eles merecem, por causa do trabalho”, explicou a cuidadora Neide Miranda.

José de Lima tem 67 anos e está no abrigo há 5 meses. Ele se alegrou com a visita da equipe do HURSO. “Achei legal demais, a gente fica muito sozinho aqui. As meninas cuidam muito bem de nós, mas é bom ter companhia de fora”, comemorou.

Durante a visita, todos conversaram, brincaram e até marcaram visitas futuras. “Foi uma tarde bem proveitosa e um lanche muito gostoso. Quero que voltem para a gente jogar truco”, brincou Orlando Dantas, interno do abrigo.

Dia do Idoso

No dia 1º de outubro, comemora-se o Dia Internacional do Idoso, pessoa que possui idade igual ou superior a 60 anos. Essa data, que marca o dia em que a Lei N°10.741 (Estatuto do Idoso) entrou em vigor, é fundamental para reforçar a importância da proteção a esse público e para reavaliarmos nossa atitude com relação aos idosos.

A população idosa não para de crescer. No Brasil, são mais ou menos 15 milhões de pessoas. Daqui a 20 anos, essa população deve dobrar. “É de extrema importância essas visitas. Às vezes a gente esquece que um dia vai chegar nessa fase e, quando chegarmos, com certeza vamos querer que pensem em nós. Então, temos que fazer nossa parte”, comentou Adriele Bessa, membro da Comissão de Humanização.

“Através do contato, do vínculo afetivo, podemos proporcionar aos idosos mais autoestima e qualidade de vida; afastando-o do isolamento social, da depressão e despertando sentimentos positivos”, finalizou Aline Matias, psicóloga.

Ajustar fonte