Foi realizado um estudo no Reino Unido a fim de confirmar o que algumas pesquisas já indicavam. Segundo a publicação na renomada revista científica The Lancet, não existe nível seguro de consumo de álcool.

Por ser de livre consumo, os malefícios do álcool são muitas vezes menosprezados. Entretanto, o álcool é responsável por quase três milhões de mortes todos os anos mundialmente. O consumo de bebidas alcóolicas está entre os principais fatores de risco e incapacitação evitáveis no mundo, sendo responsável por uma em cada dez mortes de pessoas de 15 a 49 anos.

O estudo

Foram analisados homens e mulheres de 15 a 95 anos com o objetivo de fazer uma comparação daqueles que não consomem álcool com seus consumidores. Entre os 100 mil participantes que não consumiam bebidas alcoólicas, apenas 914 desenvolveram algum tipo de doença relacionada ao álcool. Entretanto, aqueles consumidores que tomam de duas a cinco doses por dia aumentam esse risco de 7% até 37%.

Essa é uma pesquisa muito relevante, porque conta com diversos dados antes não levados em consideração. Entre eles: participantes informando a quantidade ingerida de álcool periodicamente, informações sobre as vendas de álcool, abstinência, turismo e cervejarias artesanais. Todas essas vertentes foram analisadas em 195 países de 1990 a 2016.

Malefícios do álcool

Para a pesquisadora responsável pelo estudo, Sonia Saxena, o importante e essencial é informar a população sobre seus riscos para que se assuma um risco consciente. Segundo ela, a maior parte das pessoas analisadas bebiam muito além dos limites que eram considerados como de segurança. Agora que se sabe que não existe consumo tolerável, é ainda mais importante se informar e estar de olho na saúde.

Ajustar fonte

AVISO

Tendo em vista o encerramento do contrato, o Hospital Estadual de Pirenópolis não é mais gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar - IBGH.

As informações constantes neste site referem-se ao período em que a gestão da unidade de saúde estava sob responsabilidade do instituto e estão sendo mantidas em cumprimento às leis de transparência vigentes.