Cerca de 70% das causas de morte no Brasil são provocadas por algum tipo de doença crônica, de acordo com um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).  Alguns exemplos são diabetes, doenças respiratórias, câncer, mal de Parkinson.

Esse tipo de problema está relacionado com o estilo de vida do indivíduo, ou seja, uma má alimentação e a falta de exercícios pode contribuir muito para o surgimento da doença crônica.

 

O que são?

As doenças crônicas são um tipo de enfermidade que dura por longos períodos, não se soluciona de forma rápida e, geralmente, não tem cura. Em muitos casos, as doenças crônicas são assintomáticas, ou seja, não apresentam sintomas.

Quando há crises, os incômodos e as dores podem ser intensas. Às vezes, elas requerem um tratamento mais complexo. Por isso, é de extrema importância ir ao médico frequentemente. As doenças crônicas são divididas em duas:

  • Transmissíveis, como tuberculose e AIDS
  • Não transmissíveis, como doenças cardiovasculares

Mulheres são mais afetadas

A população feminina brasileira, segundo o IBGE, é a maior portadora de doenças crônicas. Em média, 34 milhões de mulheres sofrem com esse problema. Já os homens, 23 milhões possuem doenças desse tipo.

Em grande parte, essas doenças crônicas podem ser evitadas mantendo apenas uma vida com boa alimentação, exercícios e consultando um médico sempre que preciso.

 

Quais fatores contribuem para o surgimento das doenças crônicas?

  • Tabagismo
  • Consumo de bebidas alcoólicas
  • Colesterol alto
  • Obesidade

 

Ajustar fonte

AVISO

Tendo em vista o encerramento do contrato, o Hospital Estadual de Pirenópolis não é mais gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar - IBGH.

As informações constantes neste site referem-se ao período em que a gestão da unidade de saúde estava sob responsabilidade do instituto e estão sendo mantidas em cumprimento às leis de transparência vigentes.